Ontem foi dia de colocar a mão no verde e dar um cuidado especial para o relógio do corpo humano, no Parque Imperatriz, que teve entre seus idealizadores um dos fundadores da UPAN, o professor João Daudt. Resolvemos fazer isso por que na próxima quinta-feira ele estará de aniversário e achamos que cuidar de uma de suas criações seria o melhor presente que poderíamos dar.

De acordo com a medicina chinesa e a Teoria do Relógio Cósmico, cada hora representa uma parcela correspondente a um órgão. Esse horto medicinal é o Relógio do Corpo Humano, em cada uma de suas parcelas são cultivadas plantas medicinais que auxiliam nos transtornos de saúde do órgão representado. Para tratar um doente com o máximo de êxito, essa teoria diz que é preciso, na medida do possível, usar essas plantas nas horas indicadas pela medicina chinesa, procurando observar sempre a manifestação de depuração deste órgão.