É impressionante: quanto mais se busca coerência na ação do Estado, menos se encontra. Agora, a todo momento somos avisado de que vivemos “em crise”, de que não existe dinheiro pra nada, que o Estado do Rio Grande do Sul está falido.

Pois bem, milhões que deveríam ser cobrados daqueles que cometeram crimes contra o Meio Ambiente acabaram PREESCREVENDO. É por essas e por outras, que cada vez mais acreditamos no poder da sociedade e na incompetência do Governo.

Como é possível, num momento em que se alardeia no estado do Rio Grande do Sul uma crise financeira ENORME, o Estado deixar preescrever multas para aqueles que vandalizaram o Meio Ambiente? Ainda bem que existe o Terceiro Setor, por que a credibilidade do primeiro tá lá no chão.

Confira a matéria completa no jornal Zero Hora:

http://zh.clicrbs.com.br/rs/noticias/noticia/2015/07/rs-nao-cobra-e-r-26-milhoes-em-multas-ambientais-prescrevem-4812953.html